Notícias | AGECOM Feevale 

Acadêmica do curso de Jornalismo participa do projeto Geração Futura

Realizado entre os dias 18 e 19 de julho, o projeto desenvolvido pelo Canal Futura contou com a participação de 34 participantes.

terça-feira, 23 de agosto de 2022

A importância do audiovisual na comunicação. Esse é o tema do projeto Geração Futura, idealizado pelo Canal Futura, para fortalecer o laço existente com as Universidades. O evento ocorreu entre os dias 18 e 29 de julho, na sede do canal no Rio de Janeiro.


A acadêmica do curso de Jornalismo da Universidade Feevale, Júlia Taube, está entre os 34 participantes selecionados para participar do projeto Geração Futura Juventudes 2022, que reúne estudantes de Comunicação de todo o Brasil, para estudar as práticas audiovisuais, participando de oficinas e workshops visando aprender conceitos e técnicas de produção televisiva.



Entrevista


AGECOM: Como foi o processo para entrar no projeto Geração Futura?

Júlia: Quando vi que as inscrições do Geração Futura estavam abertas, li o regulamento e lá constava como item de inscrição a gravação de um vídeo dizendo o porquê eu queria participar, mas fazendo isso de uma maneira criativa. Então, fiz o roteiro e coloquei todo mundo pra atuar aqui em casa. Minha irmã, meu namorado, todo mundo, com base no roteiro que eu fiz, dizendo o porquê o audiovisual era tão importante para a comunicação. Já que ele envolve os sentidos de audição, fala e visão, acredito que ele seja um dos meios mais completos de comunicar. Isso que eu quis transmitir no meu vídeo de inscrição. Também tive que fazer uma análise crítica de um interprograma deles. Então, eu assisti um interprograma dos quais eles indicaram e lembro que me inscrevi faltando cinco ou seis dias pra fechar as inscrições. Confesso que estava com um pouquinho de receio de não passar. Era a minha última oportunidade de participar do Geração Futura porque eu estou no último semestre da graduação. Sempre vi outros estudantes participando e, como ficamos dois anos em pandemia e sem edições do projeto, vi esse ano a minha oportunidade de participar.


AGECOM: Quais foram os maiores aprendizados que tu obtiveste dessa experiência?

Júlia:  Eu costumo dizer que o Geração Futura, além de te ensinar sobre diferentes fatores e visões do audiovisual, te dá essa experiência técnica e te ensina no âmbito social.

Uma das maiores experiências que eu tive lá foi nesse quesito no âmbito social. Porque, conviver num hostel com trinta e quatro pessoas de diferentes estados do país, de diferentes costumes, diferentes manias, é um aprendizado muito enriquecedor. Evolui como profissional, mas, principalmente, como ser humano. Além disso, pude ver profissionais atuando na prática, porque a gente teve que desenvolver um interprograma do dia pra noite, praticamente, de sexta para sábado.

Na sexta-feira, fechamos roteiro e confirmamos a presença e horário com os cases para gravar no sábado de manhã. Então, aprender com profissionais, como por exemplo, do Profissão Repórter, que estavam nos acompanhando e nos ensinando a gravar, e que já estão atuando na área em grandes redes, é incrível! A gente sai com uma bagagem muito única, profissionalmente.


AGECOM: O que tu achaste mais legal no projeto?

Júlia: O mais legal do projeto, na minha percepção, foi a forma com que eles fazem com que a gente enxergue o audiovisual fora da caixa, assim, de uma forma criativa. Entenda que o audiovisual pode ser muito mais do que aquilo que a gente está acostumado, que o audiovisual ele vai muito além e que o documentário pode falar muito sobre alguma coisa, alguma questão. Documentário é uma das formas mais bonitas de se trabalhar. E, além disso, eu vou voltar pra parte da experiência social porque o Geração Futura ele é muito intenso. Eu acho que essa é a palavra que pode definir o Geração Futura, a intensidade. Porque são várias experiências em duas semanas. A gente tem quinze dias que a gente vive esses quinze dias a fio, assim, não tem descanso. É de segunda a segunda vivendo, pensando, trabalhando, convivendo e acho que essa é uma das coisas mais legais que a Geração Futura pode nos proporcionar.


AGECOM: Como é conviver com pessoas de diferentes culturas, juntas com um mesmo objetivo?

Júlia: Conviver com tantas pessoas de diferentes lugares do país, foi uma das experiências muito únicas na minha vida. Eu achei muito incrível na verdade. No quarto em que eu estava, por exemplo, tinha uma pessoa de Minas Gerais, duas de São Paulo, outra da Bahia, foi uma imersão de culturas e aprendizados que eu não conseguiria em outro lugar, acredito eu. Porque, tu juntar 34 pessoas, de diferentes estados, é difícil, né? Ter tido essa oportunidade acho muito enriquecedor para minha aprendizagem social, tanto que eu fiz amizade com todo mundo, né? Mas, em especial, com quatro meninas, que ficaram muito amigas minhas. Uma era do Rio Grande do Norte, a outra é aqui do Rio Grande do Sul, uma era de São Paulo e a outra de Curitiba. Então, pensa só, a mistura de sotaques, a mistura de culturas e coisas que eu não poderia ter vivido em outro momento da minha vida a não ser no Geração Futura. Essa é uma das experiências mais legais que a gente pode ter e a convivência é uma das mais malucas, intensas e inovadoras. É, como eu disse antes, intensidade é o que define. A gente inclusive fez, por exemplo, no hostel, um momento pra trocar, na verdade, porque a gente passava o dia inteiro estudando, gravando, tendo os workshops... E de noite era o momento que a gente poderia trocar uns com os outros. Então a gente fez a noite do cuscuz com o pessoal que era do Nordeste, a gente fez a noite do sul conosco que éramos do Sul. Então a gente apresentou o chimarrão pra eles, apresentou algumas outras coisas que a gente tinha levado também. Inclusive, no final do Geração Futura a gente fez um amigo secreto em que cada um levou alguma coisa que representasse o seu estado, a sua cidade. E a gente fez essa troca.

AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO FEEVALE

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Behance

Universidade Feevale - Câmpus II

Prédio Amarelo, sala 102

ERS-239, 2755  |  CEP 93525-075 | Novo Hamburgo, RS

(51) 3586 8800, ramal 8775

das 9h às 12h e das 14h às 18h (só dias úteis :)

2021. Agecom Feevale