UBUNTU

"sou porque nós somos"

Exposição dos alunos do Curso de Fotografia

   2020 está sendo um ano excepcional. Em poucos meses, encontramos alternativas para apresentar nossa tradicional exposição da disciplina de Projeto V – Portfólio Final e Exposição de uma maneira diferente. UBUNTU é o resultado de enfrentar grandes desafios, de nos mantermos fortes e unidos no meio de tantas incertezas e de acreditar que é possível lograr nossos objetivos atuando como coletivo, sempre com a ajuda do outro: daqueles que sempre têm permanecido ao nosso lado, mas também dos que temos conhecido nesta jornada para nos tornarmos fotógrafos.

 

   Temos orgulho de apresentar cinco alunos que tiraram o melhor proveito de nossa atual situação para mostrar trabalhos maravilhosos, que nascem desse outro olhar que a fotografia nos permite: reflexões acerca de religiosidade, das relações do corpo e o espaço, da criação de peças de moda relacionadas com surrealismo, de como enxergamos a vitalidade dos idosos com empatia e, com certeza, de um olhar que documenta o espaço urbano em tempos de pandemia.

 

   Nesta primeira exposição de 2020, os trabalhos serão divulgados pelo Instagram e pela Revista K, da Agecom (Agência Experimental de Comunicação da Feevale). São imagens criadas para serem observadas, divulgadas e pensadas, que nos conectam com o mundo e com as pessoas através daquilo que mais amamos: a Fotografia.

Laura R. Rueda

Professora Disciplina Projeto V

 

Luis H. Rauber

Coordenador do Curso de Fotografia

 
Camada%201_edited.png
Camada%201_edited.png

edição 2020/01

Especial CORONAVÍRUS

Exposição fotográfica

 

Mais Zoom

Gabriela Misievicz

 

   A Mais Zoom é uma marca que traz consigo uma proposta de união entre os mundos da arte e da moda através da fotografia. Em seu significado mais amplo, a moda é um costume que está em auge em determinado tempo e lugar, dando expressão às pessoas. No entanto, em busca de uma utilização consciente, a Mais Zoom opta pelo 'slow fashion', termo que propõe, aos consumidores, questionamentos como "qual é a mensagem por trás desse item?”, “como ele se adequa à minha personalidade?" e "como posso usá-lo várias vezes em vez de estar sempre renovando o guarda-roupa?”. A marca também traz a opção "moda sem gênero", vinda para dar mais estilo a um comportamento comum, que é o uso de peças independentemente do gênero para o qual foram elaboradas. Através dessa junção, a Mais Zoom aposta e produz suas peças e acessórios.

Sobre a Gabriela

 

Gabriela Misievicz, nascida na cidade de Jaguari, no interior do Rio Grande de Sul, é apaixonada por Fotografia e pela arte de registrar momentos desde a infância. Motivada por essa paixão, passou a residir em Novo Hamburgo, na Região do Vale dos Sinos. Em busca de qualificação profissional, formou-se no Curso Superior de Tecnologia em Fotografia, na Universidade Feevale. Durante o curso, explorou e desenvolveu gosto pela área de retratos, ensaios de casais e fotografia de moda, de produtos e do campo, além do atual interesse em fotografia autoral, onde carrega traços de imagens surrealistas em suas composições.

 

Portfólio

https://www.behance.net/gabrielmisiev

 

Cristo

João Vítor Martins

   O projeto “Cristo” traz um ensaio fotográfico com a crucificação de Jesus de Nazaré como temática. Para compreender este momento, é necessário observar a relação que a narrativa bíblica estabelece entre a humanidade e Deus. Embora vivesse em paz com Deus, o ser humano se rebelou contra ele, buscando os desejos do próprio coração. Formou-se, então, uma separação entre eles — pela qual a humanidade se via desinteressada e incapaz de corrigir. Apesar disso, Jesus, filho de Deus, entrega-se como sacrifício no lugar dos homens, em um gesto de amor que cobriu a separação que estes tinham com Deus. Em sua morte, ele carregou o peso da condenação de todos, possibilitando que, ao que crer nele, as pessoas recebam o perdão e vida eterna, sendo reconciliadas com Deus.

Sobre o João

   João Vítor Martins, nascido em Novo Hamburgo, Brasil, é graduando no Curso de Tecnologia em Fotografia pela Universidade Feevale. Dedicado à fotografia de moda e a produções autorais, seus trabalhos são marcados por um forte caráter técnico, com uma estética intensa e contrastada. Foi também ganhador do Prêmio Mentes Brilhantes 2020, organizado pela AGECOM (Agência de Comunicação Experimental) – Feevale, na categoria Ensaio Fotográfico, com o projeto “Solitude” (2019). Atualmente, João Vítor explora a fotografia como ferramenta para propagação do Evangelho de Jesus Cristo.

 

Portfólio

https://www.joaovitormartins.com/

 

A beleza da mulher idosa

Ketlin Lucatelli

   A estética interfere na qualidade de vida por ser uma área que promove bem-estar, especialmente na fase do envelhecimento, à medida em que auxilia a mulher a manter sua autoestima. Este projeto tem, por objetivo, mostrar que a mulher deve perder o medo de envelhecer, deixando realçar sua beleza natural com todas as suas marcas e histórias. Trata-se de evidenciar a beleza feminina, enxergando-a como algo que vai além do quesito estético, como um quesito natural. A proposta visa descobrir a percepção das mulheres idosas sobre a beleza corporal e o seu significado na velhice.

Sobre a Ketlin

   Ketlin Lucatelli é natural de Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul. Apaixonada por Fotografia, atua na área há mais de três anos, período em que comprou sua primeira câmera profissional. Desde então, foi paixão a cada clique, e essa paixão virou profissão. Formanda do Curso de Fotografia da Universidade Feevale, está sempre buscando aprender técnicas e métodos novos que complementem seu trabalho. Realiza ensaios externos e internos e é encantada por fotografia de família, gestantes e crianças, buscando capturar momentos naturais e espontâneos.

 

Portfólio

https://ketlin.46graus.com/

foto3_ketlinlucatelli

À Margem

Nicolas Secco

À Margem é um projeto fotográfico com foco no que acontece nas ruas. O projeto também se relaciona com a atual situação de pandemia em que o mundo se encontra, preservando o aspecto cru da fotografia analógica em preto e branco. Sem muito requinte e apreço, o projeto reflete uma selva de pedra com diferentes tons de cinza. O nome traduz a condição de quem se encontra à deriva em meio ao caos da pandemia e do centro da cidade, estando a margem de tudo que aquilo pode oferecer (bom ou ruim, está lá)

 

Sobre o Secco

Nicolas Secco, natural de Novo Hamburgo, se interessou pela fotografia desde muito cedo, fotografando os amigos nas sessões de skate e, posteriormente, aquilo que se encontrava ao seu redor. Com um olhar muito observador e crítico, sempre se identificou com fotografia de rua e autoral, trazendo um olhar mais cru e real. Porém, o fotógrafo também experimentou a liberdade e a criatividade da fotografia autoral e artística. Ultimamente, vem experimentando novas áreas de trabalho, como a fotografia de arquitetura, a gastronômica, a documental e a analógica, pela qual é apaixonado e que pode ser vista em diversos de seus trabalhos.

 

Portfólio

https://www.behance.net/nsecco

2 - Nicolas Secco
1 - Nicolas Secco
4 - Nicolas Secco
3 - Nicolas Secco

Autorretratos

Sara de Abreu

 

   Este trabalho conta com fotografias autorretrato, realizadas ao longo dos últimos três anos. O objetivo inicial foi basicamente um: comunicar-me; guiar um diálogo entre o Eu e o Eu Mesma, para que, a partir daí, se fosse revelado o conteúdo sobre o que era para ser dito. Nessa busca, o Eu vai se moldando, aparecendo, se compreendendo e, ao mesmo tempo que constrói uma ponte entre esse Eu que quer se conhecer e o meu consciente, constrói-se também uma ponte entre o Interno e o Externo. O estilo e as técnicas usadas nas imagens também foram tomando forma ao longo do tempo, elas vão desde autorretratos “puros” e performáticos, até xerografias e intervenções de objetos nas fotografias. É um trabalho que se forma da dúvida acerca do assunto conclusivo sobre ele mesmo, como toda a pesquisa é essencialmente feita.

 

Sobre a Sara

   Fotógrafa e artista visual uruguaianense, residindo atualmente em Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul. Estudante do curso de Tecnologia em Fotografia, utiliza de técnicas de fotografia híbrida e do audiovisual para seguir uma linha autoral no seu trabalho como artista. De março de 2017 a julho de 2018, trabalhou como bolsista de Iniciação Científica na Universidade Feevale, no projeto “Estudos de Performance como Estudos de Software: selfies como performances mediadas”. De julho de 2018 a dezembro do mesmo ano, realizou um intercâmbio de estudos em Montevidéu, no Uruguai, estudando Belas Artes na UdeLaR: Instituto Escuela Nacional de Bellas Artes. Participou de algumas exposições via editais de galerias independentes em Porto Alegre.

Portfólio

 https://sdeabreu.tumblr.com/

Sara de abreu 1
Sara de abreu 2

A primeira casa é o corpo

Edinara Patzlaff

   A ausência de outros corpos e a presença intensa comigo mesma, me levam a crer que não estou só. Com o passar dos dias me pego conversando com objetos e criando intimidade com os cantos da casa que antes não era explorado. A primeira casa é o corpo, é uma série de autorretratos experimentais, onde projeto meu corpo em um canto onde duas paredes se unem e sustentam a casa/corpo que habito há quatro meses, ou muito mais tempo que isso.

Sobre a Edinara

   Formada em Fotografia pela Universidade Feevale, trabalha como fotógrafa de Arquitetura. Em paralelo se dedica a Oficinas de Zines e a processos experimentais dentro da Fotografia, no momento reside em Porto Alegre.

a primeira_casa_é_ocorpo_02
a primeira_casa_é_ocorpo_01
 
 

ENTRE | janelas

Edinara Patzlaff

 

   Entre janelas é um projeto que olha com sensibilidade para um dia normal e o meu primeiro dia de isolamento.

Da minha janela, a diferença entre os dias é imageticamente intrigante, o que me leva a pensar na forma como se ocupa os espaços. O projeto aborda duas fotos documentais que falam do antes e do depois. Falam da diferenciação do ato de estar nos espaços, de habitar e de ser ocupado do vazio, janelas que permanecem intactas, com poucos vestígios de ocupação e existência.

   Uma situação cada vez mais comum no contexto urbano é os prédios cada vez serem mais próximos, com isso as janelas se aproximam também. A vista da minha janela dá de encontro com os fundos de uma sequência de prédios da Rua do Andradas - POA. Dos setenta metros que nos separam, fica o espaço para observação ao correr dos dias, uma proximidade forçada e gritante dentro do isolamento.

   Dado o fato que estou aqui e agora, projeto meu corpo na janela, observo. Algo mudou na vista desde ontem. Janelas abertas, há agora um sinal de presença. A ausência da figura humana e a melancólica meia luz dos interiores contrastam com uma certa monotonia no correr dos dias, a presença se faz presente por meio de vestígios que se abrem a partir da janela, ou seja, cada janela reproduz um pouco do que há dentro.

   Estamos todos entre janelas, suspensas.

Sobre a Edinara

   Formada em Fotografia pela Universidade Feevale, trabalha como fotógrafa de Arquitetura. Em paralelo se dedica a Oficinas de Zines e a processos experimentais dentro da Fotografia, no momento reside em Porto Alegre.

entre_janelas_02
entre_janelas_05
entre_janelas_06
entre_janelas_04
entre_janelas_1.1
entre_janelas_03

Fica em Casa

Laura Broilo

 

   Em época de quarentena, somos orientados a ficar em casa e sair somente quando for de extrema necessidade. #ficaemcasa se tornou incentivo a saúde pública no mundo todo, ou seja, quanto menos contato com outros indivíduos, mais protegidos estaremos contra a Covid-19. E por conta disso, somos obrigados a permanecer no mesmo local durante longos e indeterminados intervalos de tempo. Foram nessas circunstâncias que optei por fazer o retrato de pessoas inseridas no ambiente onde permanecem por mais tempo. Visto que precisamos manter o distanciamento social, as fotografias foram realizadas por meio de uma prática colaborativa, através de chamadas de vídeo ou áudio, nas quais conduzia a pessoa retratada a fazer a fotografia em sua casa e com o próprio celular. Neste ensaio, busco mostrar as individualidades e dinâmicas de indivíduos diferentes, mas que compartilham da mesma condição de isolamento social: #ficaemcasa...

 

Sobre a Laura

   Formada em 2019 no curso de Fotografia pela Universidade Feevale, Laura Pistorello Broilo atua como fotógrafa autônoma com base em retratos e paisagens. Atualmente reside na cidade de Canela, RS.

Foto11
Foto10
Foto9
Foto7
Foto8
Foto5
Foto6
Foto4
Foto1
Foto3
Foto2

Primeira descida

Edinara Patzlaff

 

   O que antes era corriqueiro tornou-se um ato particular do dia. A primeira descida é um momento reflexivo em frente ao elevador, antes da pandemia usava o elevador umas seis vezes ao dia, agora é a primeira vez na semana.

 

Sobre a Edinara

   Formada em Fotografia pela Universidade Feevale, trabalha como fotógrafa de Arquitetura.  Em paralelo se dedica a Oficinas de Zines e a processos experimentais dentro da Fotografia, no momento reside em Porto Alegre.

06
05
01
09
08
07
03
04
02

O Impacto causado pela COVID-19

na cidade de Novo Hamburgo

Alcione Machado Junior

 

   O tema deste trabalho surgiu devido a uma doença respiratória, infecciosa, recém descoberta chamada COVID-19, que atingiu diversos países, inclusive o Brasil. A COVID-19 foi identificada pela primeira vez em Wuhan, na China. A doença é causada pelo novo coronavírus transmitido principalmente por gotículas geradas quando uma pessoa infectada tosse, espirra ou exala. 

 

   O ensaio fotográfico foi realizado durante a primeira semana do mês de Abril, do ano de 2020, na cidade de Novo Hamburgo, RS. Teve como objetivo, tornar visível, por meio de registros fotográficos, cenas do cotidiano em meio a pandemia. Ruas, avenidas e locais de grande circulação, agora, vazios. Fica claro que a população Hamburguense, assim como outras do país e do mundo, sofre o impacto da COVID-19, trazendo consigo mudanças nos modos de vida da sociedade que, agora, precisa se reinventar e reaprender a viver. Certamente, a sociedade não será mais a mesma.

 

Sobre a Alcione

   Alcione Machado Julio, professora na EMEI João de Barro desde 2011. Graduada em Pedagogia (Unisul), Especialista em Psicopedagogia Institucional (UCB) e em Docência na Educação Infantil (UFRGS), Cursando Fotografia (Feevale).

FOTO9
FOTO8
FOTO6
FOTO7
FOTO5
FOTO4
FOTO3
FOTO2
FOTO1

AGECOM

agência experimental de comunicação da Feevale

FALE COM A GENTE:
agecom@feevale.br
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

©2020 agecom feevale