Notícias | AGECOM Feevale 

Aula Inaugural 'Comunicação por trás da Ciência' trouxe diálogo com profissionais de referência

Os cursos de Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda da Universidade Feevale, em parceria com a Agência Experimental de Comunicação (Agecom), realizaram a aula inaugural “Comunicação por trás da ciência: Sensibilização, humanização, mobilização e ação”.

quarta-feira, 7 de abril de 2021

Os cursos de Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda da Universidade Feevale, em parceria com a Agência Experimental de Comunicação (Agecom), realizaram a aula inaugural “Comunicação por trás da ciência: Sensibilização, humanização, mobilização e ação”. O evento online ocorreu na noite da última terça-feira, (06), e contou com a participação de 130 espectadores entre alunos e comunidade em geral assistindo às palestras. O evento, mediado por ex-alunos da universidade, trouxe a jornalista do Grupo RBS, Larissa Roso, o publicitário da agência Matriz, Beto Philomena, e a relações públicas do Hospital Israelita Albert Einstein, Julia Ortiz, como palestrantes.


A abertura do evento foi feita pelo Coordenador do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS), Marcelo Ayub e seguiu com a palestra de Julia Ortiz, responsável pela área de Marketing do Voluntariado Einstein, do Hospital Israelita Albert Einstein. A relações públicas, afirmou contou sobre como é atuar com a área social em um dos hospitais de maior renome de São Paulo. “Vou passar para vocês um pouco sobre a área social, que é o que me move”, afirmou Julia, pouco antes de contar sobre sua rotina de trabalho e deixar dicas sobre a atuação do profissional de relações públicas, “experimentem um pouco de tudo, assim vocês conseguirão chegar onde quiserem. Mas se tiverem oportunidade, façam assessoria de imprensa”.


Julia falou também sobre o papel do comunicador social, que é essencial dentro das instituições de modo a contribuir para a melhoria da qualidade de vida, não importando se  elas são voltadas para o cuidado com animais, meio ambiente, crianças, idosos ou comunidades específicas. “É saber enxergar a necessidade da população: cuidar, respeitar e sensibilizar os públicos de interesse que você quer atingir”, explicou a relações públicas.


Logo após, a jornalista, repórter de Gaúcha ZH, Larissa Roso, contou sobre sua experiência profissional e como a pandemia modificou sua estrutura de trabalho na redação, suas vivências e a ansiedade de realizar a cobertura do cenário atual nas mais diversas situações. “O trabalho do jornalista é, em muito, um trabalho de equipe, tem muitas coisas que são feitas individualmente, mas mesmo após um ano de pandemia, essa mudança se mantém desafiadora”, afirmou Larissa.


Ela contou também que durante o aumento expressivo do número de casos e mortes por COVID-19 teve que entrar em férias. Sem poder sair de casa, resolveu trazer histórias reais dos profissionais da saúde que atuam na linha de frente em sua página no Twitter, com sensibilidade e muita informação.


O fechamento das palestras foi com o publicitário, sócio e diretor de criação da agência MATRIZ, uma das principais do Estado, Roberto Philomena (Beto). “Emoção é minha matéria prima”, contou ele aos estudantes, discorrendo sobre a importância de se ter a informação correta e saber o ambiente com o qual, como profissionais da comunicação, se está lidando, para que o produto publicitário traga resultados.


O publicitário elucidou também, ainda que de forma comparativa, o início do processo de disseminação dos vírus da Aids e do coronavírus, ambas situações para as quais ele atuou na produção de campanhas de prevenção. “No começo de todo o filme de catástrofe tem um cientista que é ignorado”, afirmou Beto ao ressaltar que é importante saber do que se está falando, e que é função do comunicador evitar erros e auxiliar os cientistas a passar conhecimento para o público em geral. “Em tempos em que as pessoas acreditam que a terra é plana, muitas pessoas nem vão nos dar ouvidos. Mas continua sendo nossa principal tarefa traduzir conhecimento científico e levar essas informações para o maior número de pessoas o possível”, reforçou Philomena.


O evento foi encerrado com perguntas dos espectadores, e a fala do coordenador dos cursos de Publicidade e Propaganda e Fotografia, professor Luís Rauber, e do coordenador dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas, professor Marcos Santuario. Estiveram presentes no evento também, os mediadores, ex-alunos da Universidade Feevale, Stephany Sander, jornalista, Kétlin Pacheco, relações públicas e Daniel Dreyer, publicitário, o coordenador da Agência Experimental de Comunicação, professor Alisson Coelho, a coordenadora do Núcleo de Eventos, Adriana Stürmer, a estagiária do Núcleo de Eventos, Thaís Meinen que foi responsável pelo roteiro e apresentação da aula inaugural, além do corpo de professores e estagiários da Agecom, e outros membros da Universidade Feevale.

Design sem nome (2).png

AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO FEEVALE

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Behance

Universidade Feevale - Câmpus II

Prédio Amarelo, sala 102

ERS-239, 2755  |  CEP 93525-075 | Novo Hamburgo, RS

(51) 3586 8800, ramal 8775

das 9h às 12h e das 14h às 18h (só dias úteis :)

2021. Agecom Feevale