Representatividade feminina no skate: Como as grandes mulheres do esporte inspiram jovens atletas


A skatista Sofia Godoy, de 12 anos,contou para a Revista K que se inspira nas jovens atletas Rayssa Leal e Dora Varela e vê as meninas dominando o skate.


Por Gustavo Henrid

10 de dezembro de 2021


As Olimpíadas de Tóquio 2020 foram diferentes em vários aspectos. A pandemia fez com que ela fosse atrasada em um ano. Outros fatos históricos, no entanto, foram registrados. Pela primeira vez, 49% dos atletas participantes eram mulheres, sendo esta a primeira edição com equilíbrio de gênero na história. De acordo com o Comitê Olímpico Internacional (COI), todos os comitês tiveram pela primeira vez pelo menos uma mulher entre os atletas de sua delegação, um marco histórico em relação à equidade de gênero.


Jasmine Camacho-Quinn – Foto: Toby Melville


O surgimento de pautas importantes e relevantes ao ambiente dos esportes não passou despercebido. Simone Biles expôs a necessidade de se pensar a saúde mental dos atletas, a importância de interpretar os sinais do nosso corpo e o autocuidado. Superação com a Jasmine Camacho-Quinn, primeira atleta porto riquenha a vencer a modalidade de 100 metros com barreiras no atletismo e a inspiração de diversas gerações como o caso da Hend Zaza, de 12 anos, atleta do tênis de mesa, e a nossa fadinha do skate Rayssa Leal de 13 anos, medalhista na modalidade street skate.


Aposta na modalidade Bowl: conheça Sofia Godoy


Sofia Godoy, de 12 anos, anda de skate há 2 anos. Ela começou a praticar o esporte na cidade de Sapiranga por curiosidade e, desde então, não largou mais. Ao ser questionada sobre a diversidade no skate fala que sempre via os meninos praticando o esporte, mas que era menos comum ver meninas. Isso mudou. "No passado víamos os meninos dominando no skate e hoje eu vejo as meninas dominando, meninas de 9 anos arrasando muito. A Rayssa Leal mostrou pra gente que é possível, temos que correr atrás que vai dar certo".


Sofia Godoy - Foto: arquivo pessoal


Sobre inspirações no esporte a jovem afirma que, além da Rayssa, tem como forte inspiração Dora Varella, que aos 17 anos se tornou skatista profissional pela Confederação Brasileira de Skate (CBSK) e em junho deste mesmo ano (2019), profissional nos EUA com o lançamento de seu Pro Model de shape pela marca Hosoi Skateboards do skatista Christian Hosoi. Outra inspiração é Yndiara Asp, skatista profissional brasileira. Ela ganhou seu primeiro skate aos 7 anos de idade, mas foi aos 15 que passou a se dedicar ao esporte, profissionalizando-se em 2018, se tornando a primeira skatista mulher profissional patrocinada pela marca Vans no Brasil.


Dora Varella - Foto: Marcos Duarte


Ao falar do futuro, Sofia afirma que deseja se tornar uma skatista profissional e sabe que o desafio é grande, está treinando muito para se classificar bem nos campeonatos, chegar na STU e em seguida nas Olímpiadas, afirmando que 2024 estará presente no evento. Ainda sobre o futuro, a atleta afirma que faz rifas para poder participar de campeonatos e que a comunidade de atletas e seus seguidores apoiam as iniciativas para que a atleta consiga participar dos eventos, além de seus patrocinadores, que investem desde a pista, condicionamento físico e alimentação.


Sofia Godoy - Foto: Guilherme Isoppo


A rotina da skatista é baseada nos estudos, prática do esporte todos os dias e tenta levar uma vida mais saudável na alimentação. Durante suas jornadas no esporte e campeonatos, o pai tem um papel fundamental no acompanhamento e criação das linhas para que a atleta consiga performar nos treinos e competições. Gosta de ler nas horas vagas, tem preferência pelo gênero romance e dá a dica do livro atual. "Estou lendo Amor e Sorte de Jenna Evans”. Para ela, esse é um momento de descompressão dos campeonatos, pois consegue conciliar outras atividades além do esporte.


Sofia Godoy - Foto: Patri Sander


E o maior sonho da jovem skatista é andar com Augusto Akio, profissional da modalidade vertical. O que caracteriza essa modalidade são os giros no ar e manipulação do board. Akio começou a praticar o esporte desde os seus 7 anos de idade após ver algumas notícias na televisão e no mesmo ano, no natal recebeu seu primeiro skate.


Augusto Akio - Foto: Arquivo pessoal/Reprodução Instagram










4 visualizações0 comentário